Português

CAPES aprova Doutorado em Economia Rural

9 de outubro de 2018

O programa de pós-graduação em Economia Rural (MAER) em nivel de doutorado foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) recentemente com nota 4 (quatro), e ofertará suas primeiras turmas em 2019.

O curso de doutorado acadêmico em Economia Rural do Departamento de Economia Agrícola – DEA será o único no Brasil que atuará na área de concentração de Economia Rural. As pesquisas realizadas por docentes e discentes, bem como o perfil voltado ao estudo de problemas relacionados ao meio rural (políticas públicas, mercado de trabalho, estudos do semiáridos, produção agropecuária, pobreza, etc.) compõem o propósito do curso em contribuir com a economia agrícola e regional, consequentemente com o desenvolvimento rural.

A proposta de criação do programa de doutorado em economia rural tem como objetivo principal assumir um papel institucional de maior relevância na ciência econômica e política agrária e dos recursos naturais do Brasil, principalmente no estado do Ceará e na região Nordeste, por meio da formação de pessoal especializado em quantidade e qualidade suficientes para tal proposito. Ademais busca-se atender as demandas de informação e geração de conhecimento dos atores sociais interessados no desenvolvimento rural sustentável do semiárido.

Destaca-se que o curso de mestrado existente em Economia Rural – que foi fundamental para a formação do curso novo (doutorado) – já formou mais de 300 mestres ao longo de 40 anos de existência, tem contribuído para a formação de graduados na área de Agronomia, Zootecnia, Engenharia de Pesca, Economia e outras áreas afins. Possui professores pesquisadores do CNPq (inclusive um do nível 1A), sendo que os professores mais novos, recém-chegados ao mestrado, apresentam grande potencial de pesquisa.